TJSP: por que este é um dos concursos mais concorridos?

Diversos concursos acabam se tornando famosos por oferecerem excelentes vagas, mas poucos concursos se tornam tão concorridos quanto o de escrevente do TJSP.

Conhecido com um dos concursos mais concorridos e “cruéis” do circuito, ele tem seus motivos para ser assim, já que é um dos cargos públicos concursados que oferece maiores valores para pessoas sem especialização ou curso superior.

Vamos falar da rotina de um escrevente, os benefícios e vantagens e você vai entender as razões deste concurso ser um dos mais desejados por quem se dedica aos concursos públicos.

O que faz um escrevente do TJSP?

O escrevente é responsável pelo suporte administrativo do tribunal, encaminhando os processos para suas respectivas varas e dando atendimento aos advogados e outros requerentes que precisem do tribunal.

Como podemos perceber, não é muito diferente de muitos outros cargos administrativos, tanto públicos quanto privados. O grande diferencial é que o piso salarial de um escrevente de tribunal é de aproximadamente R$3847,00 + benefícios. Isto para uma vaga que exige apenas segundo grau completo. Lembrando que, por ter um dos maiores aparatos judiciários de todo o país, os tribunais de São Paulo são um dos que precisa de mais escreventes.

Explica-se a razão deste ser um dos concursos mais concorridos do país.

TJ SP

Junte a tudo isto a estabilidade padrão de um emprego público e a facilidade de desenvolver as competências necessárias para o trabalho a ser desempenhado e conclusão será simples: este é um dos melhores concursos para ser aprovado.

Agora que você também quer uma vaga de escrevente no TJSP, vamos dar algumas dicas que podem ser úteis para passar neste concurso.

Concurso no TJSP: os detalhes fazem a diferença.

Não há dúvida de que você precisará estudar muito para este concurso, mas, ao contrário de outros concursos em que a nota de corte não é das maiores, para este concurso os padrões são extremamente altos, ou seja, um ou dois pontos podem fazer a diferença.

Neste caso além de estudar muito é importante desenvolver um senso de detalhismo muito grande, especialmente em interpretação de texto, para que você possa detectar todas as “pegadinhas” e truques que existem nos enunciados das perguntas. Uma boa ajuda, são sites como o Pci concursos ou o folha dirigida, que irão aumentar sua atenção nessas questões. Estes detalhes estão lá de propósito, pois um escrevente judiciário tem de ser detalhista e meticuloso, ou pode causar uma série de inconvenientes se agir de forma irresponsável em relação à documentação de um processo.

Desta forma, com um misto de preparação, estudo do padrão das perguntas dos concursos anteriores e detalhismo, você pode sair na frente dos outros concorrentes e conseguir sua vaga como escrevente do TJSP.



Deixe um Comentário: