Como conseguir emprego na crise? Onde Procurar?

O Brasil vive uma crise econômica e os reflexos são percebidos no dia a dia: aumento dos preços, aumento das demissões, empresas fechando suas portas, etc. Mas mesmo nestes tempos mais complicados, todo mundo precisa de um emprego para conseguir sobreviver. Então, como conseguir trabalho em um período de recessão?

Uma das primeiras coisas que todo profissional precisa aprender é que a construção de uma carreira e a busca por oportunidades de trabalho devem estar no DNA da pessoa. Ou seja, este deve ser um comportamento natural, que deve sempre estar presente.

O empregado esperto é aquele que fica de olho nas oportunidades que surgem ao redor, ao mesmo tempo em que sempre investe em qualificação.

Como conseguir emprego na crise

Dicas que podem ajudar a conseguir emprego, mesmo nos tempos mais difíceis.!

Não pare de nadar

Um velho ditado diz que um tubarão sempre morre quando para de nadar. Portanto, não pare nunca, esteja sempre procurando alguma coisa para fazer, vá atrás das oportunidades. Não espere acabar o período do seguro desemprego para começar a se preocupar em conseguir uma vaga.

Estabeleça uma rotina

Mesmo desemprego,  as pessoas precisam ter uma rotina. Estabeleça horários de trabalho no qual a busca por novas oportunidades. Acorde cedo:  pesquisas apontam que as pessoas que costumam acordar mais cedo estão mais propensas a encontrar novas oportunidades.

Esteja aberto as possibilidades

Tempos de crise acabam exigindo uma série de adaptações de todos os lados. As pessoas realmente precisam estar mais abertas as oportunidades que surgem. Também, é fundamental  que as pessoas se tornem mais flexíveis, ou seja, pode ser que um funcionário de alto escalão tenha que descer alguns degraus para conseguir se manter em atividade. Salários mais baixos também acabam se tornando mais comuns em tempos de crise.

Fique de olhos em áreas blindadas

Sempre existem determinadas áreas que acabam se tornando blindadas contra a crise. No Brasil, atualmente, os trabalhos que estão relacionados com tecnologia, educação e setor financeiro de um modo geral não estão sofrendo tantos cortes quanto em outras áreas.

 



Deixe um Comentário: